sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Parabens a você!

Olá amigos... tudo bem? Têm se alimentado bem, e feito as vossas orações todos os dias como mandam as leis de Deus... Assim é que é. Bem eu hoje por nenhum motivo em especial vou falar sobre o fazer anos. Que é quase a mesma coisa que ganhar um prémio importante, como o prémio Nobel ou assim, a única diferença é que enquanto que para ganhar um prémio Nobel é preciso dedicar uma vida de árduo trabalho e sacrificios a uma causa ou ideia, para fazer anos precisamos de fazer... ora... nada. E somos felicitados da mesma maneira, só por termos nascido.

E o que é que há de tão especial em fazer anos. Qual é a motivação e o intuito de comemorar um dia que está enterrado nos mais reconditos e obscuros lugares do nosso cérebro. Uma pessoa vai na rua "epa, hoje à 21 anos atrás estava a... olha não me lembro.".

E mais! Há fortes possibilidades de, e eu tenho amigos no ramo da saúde que me dizem que é perfeitamente possível, no preciso momento em que vocês nasceram, assim que são levantados pelas mão da enfermeira, terem feito um chichi para cima da sua bata. Ou ainda pior para cima da careca do médico. Ou só mesmo um pum. Horrivel! Situação embaraçosa. E agora pensem que todos os anos, vocês comemoram este triste acontecimento.

E depois há mais! Aquelas pessoas que chegam ao pé de mim e dizem: "parabens e espero que contes muitos mais". o que é que elas querem dizer com isto!? Que me querem ver velho e o mais rapidamente possivel. "Ah ele hoje é um bebe." Sim sim por acaso sou. E você é uma besta que não sabe distinguir uma criança de 8 anos de uma pessoa que, apesar da mentalidade, já é um homenzinho.

E uma coisa que me irrita, não pela acção, mas mais pelo facto de eu nunca conseguir satisfazer as expectativas da pessoa, é quando me perguntam "então e agora como é que te sentes com 21 anos?". E segue-se aquele silêncio que se faz antes do presidente da república fazer o seu grande discurso (não o nosso presidente, porque eu não estou a falar daquele silêncio de quem está com ela fisgada para dormir uma sesta). Nunca consegui dar uma resposta que me satisfizesse a mim ou á pessoa que faz a pergunta. Mas um dia hei-de conseguir. Vou ter muitas mais tentativas, caso o figado não me falhe.

Mas agora fico por aqui, vou-me deitar porque a Soraia Chaves já chamou por mim, e amanha tenho vela. Abraço até... depois do Carnaval porque eu amanhã vou para Sesimbra e já sabem que lá não consigo escrever para o blog, ou não me apetece. Bom Carnaval

pmp

Sem comentários: